Bar é condenado a indenizar mulher por compartilhar imagens de confusão com seu ex-marido

A julgadora, porém, refutou o valor do pedido de indenização e o fixou em uma quantia menor, de cinco salários mínimos (R$ 6.510).

A não apresentação de contestação caracteriza-se como uma opção pela inércia e pode gerar a presunção de que os fatos narrados pela parte autora de um processo são verdadeiros.

Com esse entendimento, a juíza Cláudia Thome Toni, da 1ª Vara do Juizado Especial Cível de São Paulo, condenou um bar a indenizar uma cliente que se sentiu prejudicada pelo estabelecimento.

Dona de uma empresa, a mulher promoveu uma confraternização corporativa no local. Durante o evento, uma de suas contratadas passou mal e, segundo a empresária, a equipe do bar se negou a prestar socorro e ainda a ameaçou, impedindo, assim, que ela ajudasse a colega.

Posteriormente, as imagens desse episódio foram compartilhadas com o ex-marido da empresária, que é amigo do dono do bar. Essa gravação foi anexada ao processo de divórcio (que é litigioso) do ex-casal com, segundo a mulher, o objetivo de prejudicá-la.

“Aduz ainda que a cena foi gravada pelos pelo circuito de segurança, o que lhe causou transtornos, em razão do processo de separação litigiosa, a qual foi usada para desonrar a imagem da autora. Assim, ante os transtornos sofridos, requer a indenização por danos morais”, escreveu a juíza, que deferiu o pedido da autora.

A julgadora, porém, refutou o valor do pedido de indenização e o fixou em uma quantia menor, de cinco salários mínimos (R$ 6.510).

“Pondero que não há provas nos autos de consequências graves do evento em questão, o que deve ser considerado para o arbitramento de seu valor, sobretudo porque há de se evitar a banalização do instituto”, disse a juíza.

A defesa da mulher foi feita pelo advogado Leonardo Campos dos Santos.

Clique aqui para ler a decisão
Processo 1011568-60.2023.8.26.0011

Artigos Relacionados

Adolescente de 12 anos morre enquanto esperava atendimento médico no interior de SP

Santa Casa de Casa Branca (SP), informou que paciente chegou com sintomas leves, mas quadro...

Cobra sucuri de 4 metros é flagrada atravessando estrada rural na região

Animal foi registrado por autônomo e seu padrasto que estavam a caminho de sítio, entre...

Consumidor de energia elétrica: você conhece seus direitos e deveres?

Para facilitar a compreensão do que é direito e o que é dever do cliente,...

Últimas Notícias