PUBLICIDADE

Ciclista é espancado e ameaçado de morte após esbarrar guidão em mulher

Alfredo Laganaro estava a caminho do trabalho quando bateu sem querer com o guidão em uma pedestre. Ele sofreu lesões nos olhos, ouvido e teve dentes quebrados.

Um churrasqueiro, de 48 anos, foi brutalmente agredido na avenida da praia em Mongaguá, no litoral de São Paulo. Alfredo Laganaro disse, nesta sexta-feira (5), que estava de bicicleta a caminho do trabalho quando esbarrou o guidão em uma mulher. Três homens, que estavam com ela, deram chutes, socos e até o ameaçaram de morte.

“O meu rosto ficou deformado […]. Na hora, eu me senti aqueles caras que estupram ou roubam celular e são agredidos. Eu sou só um pai de família indo trabalhar”, afirmou o churrasqueiro, que sofreu lesões nos olhos, ouvido e quebrou os dentes.

Alfredo explicou que vai de bicicleta ao trabalho todos os dias e nunca teve problema. No último dia 2, por volta das 16h, a Avenida Governador Mário Covas Júnior estava mais lotada que o normal por conta das festas de fim de ano.

De acordo com ele, uma mulher foi atravessar a ciclovia e não deu tempo de brecar, fazendo com que o guidão da bicicleta batesse na barriga dela. Para Alfredo, ela disse que não tinha machucado, mas um homem começou a questioná-lo sobre o motivo dele ter esbarrado.

O churrasqueiro, portanto, respondeu que ela deveria ter olhado para os lados antes de atravessar e continuou o trajeto para não ter confusão. Mas, o guidão entortou e ele precisou parar para arrumá-lo, momento em que foi surpreendido com socos, chutes e ameaças.

“Um dos caras que me agrediu falou: ‘Eu vou voltar na minha casa, pegar a arma e vou te matar'”, afirmou Alfredo.

Durante a confusão, o óculos escuro de Alfredo foi destruído assim como a bicicleta. Ele ficou com lesões nos olhos, quebrou os dentes da frente e, desde então, não escuta bem do lado esquerdo. O churrasqueiro acrescentou que levou um chute na cabeça ao tentar pegar o celular que havia caído no chão.

Ocorrência

Durante a confusão, a Polícia Militar (PM) foi acionada. Em nota, a corporação informou que por se tratar de um caso de agressões mútuas, os agentes orientaram os envolvidos a registrarem a ocorrência na Polícia Civil e irem até ao pronto-socorro para os devidos cuidados médicos.

Alfredo afirmou à equipe de reportagem que até tentou se defender, mas por ter uma hérnia de disco não teve êxito. Ele foi até uma unidade de saúde, onde foi orientado a procurar o Instituto Médico Legal (IML).

O churrasqueiro desistiu de registrar o BO na delegacia com medo dos agressores descobrirem a sua identidade. “Eu não sei com quem eu lidei, eu não quero botar minha família em risco”, finalizou.

Artigos Relacionados

‘Se Deus não tivesse dado livramento, eles estavam mortos’, diz avó de menino atropelado na calçada

Motorista teria discutido com moradores da região e desceu com carro em alta velocidade, quando...

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA: Homem é preso pela Polícia Militar após agredir esposa durante discussão em Araras, SP

A mulher teve ferimentos na região do rosto e tórax. Ao ser indagado sobre as...

Homem responsável por abastecer pontos de tráfico de drogas é preso pela ROMU na região norte de Araras, SP

Durante a ação foram apreendidos 112 pinos de cocaína e 186 pedras de crack.Na noite...

Últimas Notícias