Cliente pede para confeiteira fazer bolo de graça e a chama de 'mão de vaca' ao receber não como resposta

Dayane Silva, de 29 anos, compartilhou prints da conversa nas redes sociais. Cliente ainda argumentou que ela teria vantagens ao oferecer doce gratuitamente.

A venda de doces foi uma alternativa para que Dayane Silva, de 29 anos, tivesse uma fonte de renda quando se mudou para Anápolis, em Goiás, no início de 2023. Ela começou fazendo brownies e, em maio, passou a trabalhar com bolos. Mesmo estando no começo de sua carreira, ela ficou incrédula quando uma mulher mandou uma mensagem querendo que ela produzisse um bolo de três quilos em troca de divulgação. Ao receber uma negativa, a cliente ainda chamou Silva de “mão de vaca”.

A profissional postou o relato no TikTok no início desta semana e já tem 84 mil visualizações. Com isso, ela diz que está recebendo muitas mensagens de apoio de pessoas que também não gostaram da atitude da cliente.

Apesar de estar achando a situação engraçada agora, Silva diz que ficou incomodada quando recebeu a mensagem. “Minha primeira reação foi ficar desmotivada. Foi bem chato porque acho que ela quis se aproveitar pelo fato de eu estar iniciando. Ela pensou que eu toparia trabalhar de graça.”

Silva conta que começou a fazer brownies para vender na rua em janeiro deste ano. A empreendedora vende cerca de 30 caixas por semana, com quatro unidades em cada. Para aumentar a oferta de produtos, iniciou um curso de confeitaria gratuito, no qual aprendeu a fazer bolos. Começou a vendê-los em maio, mas só havia realizado duas vendas até então.

No início desta semana, ela divulgou o bolo em um grupo de WhatsApp da região. Foi quando recebeu a mensagem da mulher pedindo o bolo de 3 kg de graça para o dia seguinte. “Eu vi que você está começando agora e queria te propor a fazer ele pra mim de graça. É bom que você teria fotos pra postar no seu perfil”, escreveu a mulher, acrescentando que seria uma maneira de ela treinar, porque estava no início do negócio.

Silva negou a proposta: “Tenho gastos com materiais, água, energia e o meu tempo, que é o mais precioso. Infelizmente, não vou poder fazer”. A cliente ainda insistiu: “Mas é só um bolo, nem vai custar tão caro para você. É baratinho”. “Se acha baratinho então paga”, respondeu a empreendedora.

A mulher respondeu: “Tudo bem então, mão de vaca. Desse jeito ninguém nunca vai comprar nada de você. Vou ver com outra que faça. Quem perde é você. Passar bem.”

Silva decidiu compartilhar a história em seu Instagram, e recebeu mensagens de apoio. “Depois, quando vi que tinha uma trend de clientes sem noção [no TikTok], decidi postar também”, afirma. “Estou recebendo muitas mensagens de pessoas interessadas em fazer pedido comigo. Nem consegui responder todo mundo.”

Agora, ela espera que a repercussão ajude a aumentar as vendas. “Quero ter dinheiro para comprar mais utensílios. Pretendo um dia ter minha própria confeitaria. Por enquanto, faço os doces na cozinha de minha casa”, afirma.


Receba direto no celular as notícias mais recentes publicadas pelo site Repórter Beto Ribeiro. É de graça. Clique aqui e participe do grupo oficial Repórter Beto Ribeiro e fique por dentro de todas as atualizações.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Artigos Relacionados

Adolescente de 12 anos morre enquanto esperava atendimento médico no interior de SP

Santa Casa de Casa Branca (SP), informou que paciente chegou com sintomas leves, mas quadro...

Cobra sucuri de 4 metros é flagrada atravessando estrada rural na região

Animal foi registrado por autônomo e seu padrasto que estavam a caminho de sítio, entre...

Consumidor de energia elétrica: você conhece seus direitos e deveres?

Para facilitar a compreensão do que é direito e o que é dever do cliente,...

Últimas Notícias