Descubra se seu CPF tem direito a desconto de 65% na conta de luz

As famílias que podem solicitar os descontos de até 65% na conta de luz são aquelas inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

A conta de energia elétrica pode ser uma despesa significativa para muitas pessoas no Brasil, especialmente para famílias de baixa renda. Os custos de energia no país são determinados pelas tarifas protegidas pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Apesar de a bandeira verde estar sendo cobrada nos últimos meses, ainda é possível obter descontos nos valores a serem pagos. Uma das maneiras de conseguir esses descontos é por meio da Tarifa Social da Energia Elétrica (TSEE), um benefício destinado exclusivamente para famílias de baixa renda.

Quem pode solicitar os descontos:

As famílias que podem solicitar os descontos de até 65% na conta de luz são aquelas inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Para ter direito ao benefício, é necessário que a família tenha uma renda mensal de até meio salário mínimo (R$ 660).

Além disso, também podem ser contempladas as famílias inscritas no CadÚnico com renda mensal de até três salários mínimos (R$ 3960) que possuíam uma pessoa com deficiência física, cujo tratamento depende do uso de aparelhos que usam energia elétrica.

Outras pessoas que recebem os descontos são aquelas com deficiência beneficiárias do BPC (Benefício de Prestação Continuada) e idosos com 65 anos ou mais que também recebem o BPC.

Como funciona a Tarifa Social da Energia Elétrica:

A Tarifa Social da Energia Elétrica oferece diferentes níveis de desconto, conforme o consumo de energia. Veja abaixo como funcionam os descontos:

  1. De 0 a 30 kWh usados, o desconto é de 65%
  2. De 31 a 100 kWh usados, o desconto é de 40%
  3. De 101 a 220 kWh usados, o desconto é de 10%
  4. A partir de 221 kWh não há desconto.

 

É importante ressaltar a importância de manter os dados atualizados no CadÚnico para garantir o recebimento do benefício. Muitas famílias ainda não são contempladas devido a falhas no cadastro.

Isenção de taxas:

Além dos descontos na conta de luz, a Tarifa Social da Energia Elétrica também garante a isenção de algumas taxas, como a CDE (Conta de Desenvolvimento Energético) e o Proinfa (Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica), proporcionando um benefício adicional para as famílias de baixa renda.

Conclusão:

A Tarifa Social da Energia Elétrica é uma importante iniciativa que beneficia milhões de famílias de baixa renda em todo o Brasil, fornecendo isenções na conta de luz e isenção de algumas taxas. Para ter acesso a esse benefício, é fundamental estar inscrito no CadÚnico e manter os dados atualizados. Essa medida ajuda a reduzir o impacto financeiro da energia elétrica e contribui para melhorar a qualidade de vida das famílias mais dependentes. O incentivo do governo visa aliviar a carga econômica das famílias e garantir um acesso mais equitativo aos serviços essenciais.

Receba direto no celular as notícias mais recentes publicadas pelo site Repórter Beto Ribeiro. É de graça. Clique aqui e participe do grupo oficial Repórter Beto Ribeiro e fique por dentro de todas as atualizações.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Artigos Relacionados

Preços de refeições em restaurantes sobem 40,84%, mostra Procon-SP

Aumento da refeição self-service por quilo foi registrado de janeiro de 2020 a fevereiro de...

Pesquisa indica que 68% da população paulista faz compras online

Compras abrangem apenas 31% de quem ganha até um salário mínimo e 87% com renda...

Pequenas empresas geram 80% dos empregos formais no país, diz Sebrae

Setor abriu mais de 1,1 milhão de postos de trabalho no Brasil em 2023, quando...

Últimas Notícias