Condutor é responsabilizado por acidente fatal e condenado a indenizar família da vítima em R$ 150 mil em Araras, SP

Na ação ajuizada na 3ª Vara Cível, a mãe do rapaz que faleceu processou o condutor do carro, o amigo do filho que cedeu o automóvel ao motorista e uma mulher que constava como proprietária do veículo.

O autor de um acidente fatal terá de indenizar em R$ 150 mil a mãe da vítima em Araras (SP). O caso ocorreu em março de 2022 e, na ocasião, o réu tentou se evadir com o carro e bateu contra um poste. A vítima, que tinha 37 anos e portadora de necessidades especiais, estava no banco de trás do automóvel.

Na ação ajuizada na 3ª Vara Cível, a mãe do rapaz que faleceu processou o condutor do carro, o amigo do filho que cedeu o automóvel ao motorista e uma mulher que constava como proprietária do veículo.

Ela descreveu que, a convite do amigo, o filho dela saiu para jantar e, no decorrer do evento, o dono do veículo e o motorista se embriagaram. Afirmou ainda que, no percurso, os dois brigaram, o dono do carro foi expulso do veículo e o motorista, ao fugir em alta velocidade, perdeu o controle do automóvel, colidiu contra o poste e seu filho, que estava no banco de passageiro, faleceu.

Citado, o responsável pelo automóvel contestou a versão da mulher e afirmou que a outra ré, sua irmã, não tinha qualquer relação com o ocorrido, já que ele tinha adquirido o automóvel dela.

Sobre a dinâmica da colisão, mencionou que consumiu bebida alcoólica durante o jantar e que, por conta disso, permitiu que o outro réu, que se apresentou no local do encontro como segurança, dirigisse o carro.

Alegou ter agido de forma responsável ao entregar a direção do veículo a alguém que estava sóbrio e que não houve evidência de que ele tenha contribuído para a colisão fatal. De acordo com o réu, durante o trajeto, ele percebeu que o motorista se desviou da rota e começou a agir de forma suspeita.

Suspeitando de um possível sequestro, pediu para o condutor parar o veículo para urinar e sugeriu o mesmo à vítima, mas ela recusou. Em sua defesa, disse que o motorista acelerou o carro abruptamente, o deixou na rua e levou o filho da autora.

O motorista, que já foi alvo de ação penal, também se defendeu. Alegou que não houve irresponsabilidade verificada, tanto em sua ação como eventual omissão.

“Não se encontrava sob efeito de álcool e apenas acompanhava o dono do carro quando aconteceu o acidente”. Justificou que não era o condutor do veículo e mencionou que “o falecido concorreu para a eclosão do evento, na medida em que não se utilizou do cinto de segurança”.

Quem julgou o caso foi o juiz Antonio Cesar Hildebrand e Silva, que acolheu parcialmente os pedidos. O magistrado afastou a responsabilidade do proprietário do automóvel e de sua irmã, mas reconheceu a culpa do condutor do automóvel.

O motorista foi condenado a indenizar a mãe da vítima em R$ 150 mil por danos morais e R$ 340,71 a título de danos materiais. Cabe recurso.

Grave acidente na madrugada faz uma vítima fatal em Araras, SP — Foto: Repórter Beto Ribeiro

Sobre o acidente

Um grave acidente foi registrado na madrugada desta terça-feira (1º), na rotatória próximo da Fazenda Andrezinho, região da Usina São João na zona rural de Araras (SP). Um homem de 37 anos (especial), que estava como passageiro morreu no local.

De acordo com informações obtidas pela equipe de reportagem através do tenente PM Daniel Dworak, comandante do 2º Pelotão de Polícia Militar Rodoviária de Pirassununga (SP), um VW/Jetta, com placas de Araras, transitava sentido Rodovia Anhanguera (SP-330) quando houve a colisão no poste de iluminação existente na rotatória.

Ainda segundo o tenente, a vítima fatal conhecido identificada por Rafael Eduardo Bonun, estava no banco traseiro do carro, o que indica que o condutor evadiu-se do local. “No local a vítima fatal, identificada inicialmente pelo nome de Rafael, estava sentada no banco traseiro, de forma que indica que o condutor evadiu-se do local. Consultado veículo sem novidade, até o momento, quanto a criminal”, relata o Dworak.

A ocorrência foi atendida pelo policiamento rodoviário às 5h34min, e apresentada no plantão da Central de Polícia Judiciária, onde duas pessoas, sendo o proprietário do Jetta e mais um passageiro. Os nomes não foram divulgados.

Os dois foram ouvidos pelo delegado Dr. Alexandre Ferraciolli Pereira, cada uma contou sua versão sobre o acidente e depois foram liberadas. O sepultamento de Rafael Eduardo Bonun, foi realizado na tarde de quarta-feira (2), no Cemitério Municipal de Araras. Ele era solteiro, uma pessoa muito querida na cidade e residia na Avenida Washington Luiz, 255 – Centro.

Artigos Relacionados

Imagem da Muralha Digital mostra homem descendo de carro para furtar placa de bronze da Fonte Luminosa na Praça Barão de Araras, SP

Em uma das imagens registradas mostra um homem trajando boné, jaqueta vermelha e bermuda descendo...

MURALHA DIGITAL: Homem é flagrado furtando placa de bronze da Fonte Luminosa na Praça Barão de Araras, SP

Em uma das imagens registradas mostra um homem trajando boné, jaqueta vermelha e bermuda descendo...

Homem é preso por espiar mulher em banheiro de igreja

Caso aconteceu no Santuário de Nossa Senhora Aparecida, em Divinópolis, no Centro-Oeste do estado, na...

Últimas Notícias