PUBLICIDADE

Cratera gigante é um dos “pontos turísticos” do Parque Linear do “Córrego Andrezinho” em Araras, SP

O Parque foi entregue à população na gestão Brambilla em 2014 e tem aproximadamente 1 km e fica entre as avenidas Melvin Jones e Goffredo Teixeira da Silva Telles, próximo ao Parque Ecológico e Cultural “Gilberto Rüegger Ometto”.

A abertura de uma cratera está prestes a causar um grande desmoronamento no Parque Linear do “Córrego Andrezinho” em Araras (SP). A situação chegou ao conhecimento do site Repórter Beto Ribeiro nesta quarta-feira (18), através de um frequentador do local.

“Já avisei o SAEMA, já avisei na Prefeitura Municipal, esses dias até um vereador esteve lá com um monte de gente, só que até agora ninguém fez nada, ou sequer deu explicações a população. Será que vão esperar desmoronar tudo? Esse problema não começou ontem, faz muito tempo”, disse.

O que diz a prefeitura

A cratera no Parque Linear do Córrego Andrezinho será reparada em 15 dias. A informação foi confirmada pelo secretário municipal de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, Claudio de Souza. De acordo com ele, o problema é antigo e que ficaria em alguns milhões para resolver.

“Estudamos e faremos com força própria para gastar muito menos que isso”, disse Souza. “Estão pendentes apenas algumas autorizações que estamos finalizando. Com elas, resolveremos esse problema que vem de vários anos e se agrava a cada dia.”

A cratera fica localizada no trecho do parque entre as avenidas Melvin Jones e Goffredo Teixeira da Silva Telles, no Jardim Abolição. Ela se formou devido ao desmoronamento de um trecho do barranco que margeia o córrego.

Souza afirmou que as obras de reparo da cratera serão iniciadas assim que as autorizações necessárias forem obtidas.

Sobre o parque

O Parque “Dr. Sérgio Roberto Ieda” (Parque Linear), localizado às margens do Córrego Andrezinho, no Jardim Abolição, foi entregue à população na gestão Brambilla em 2014 e tem aproximadamente 1 km e fica entre as avenidas Melvin Jones e Goffredo Teixeira da Silva Telles, próximo ao Parque Ecológico e Cultural “Gilberto Rüegger Ometto”.

No local foram plantadas na época pelo Departamento de Meio Ambiente (DMA), órgão ligado ao Saema (Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente de Araras), 12 mil mudas de espécies frutíferas, sendo 2 mil na primeira etapa e outras 10 mil na segunda, que contou com parceria da empresa Nestlé.

Artigos Relacionados

“Em Dia com o Saema”: mais quatro munícipes contemplados com R$ 1.000 em Araras, SP

Sorteio aconteceu no último dia 29/02; iniciativa tem como objetivo estimular o pagamento pontual da...

Aparecimento de escorpiões em escola municipal preocupa pais de alunos em Araras (SP): ‘Medo de algo acontecer’

Para controlar a situação, galinhas foram soltas no local, já que elas se alimentam do...

Empresária ararense perde 37 quilos em 10 meses e mostra novo estilo de vida; veja antes e depois

Nathalia Rocha, de 27 anos, pesava mais de 100 kg e já não tinha disposição...

Últimas Notícias