Mulher esfaqueada por ex na frente do filho pediu medida protetiva uma semana antes, diz delegada

Karina de Oliveira Rocha, de 26 anos, morreu após ser esfaqueada no pescoço em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Ex-marido dela está internado por ter se ferido ao cometer o crime, e será preso após receber alta.

Karina de Oliveira Rocha, a mulher que morreu após ser esfaqueada pelo ex-marido na frente do filho, de nove anos, pediu à Justiça uma medida protetiva contra o homem uma semana antes do crime.

Nossa reportagem apurou nesta sexta-feira (6), junto à Polícia Civil, que o documento não chegou a ter validade, uma vez que o oficial de Justiça não localizou o suspeito em tempo de notificá-lo.

O crime aconteceu no bairro Antártica, em Praia Grande (SP). Segundo a PM, a mulher de 26 anos foi encontrada esfaqueada no pescoço ao lado do ex-marido, Juliano Bispo dos Santos, de 35.

Ambos foram encaminhados ao mesmo hospital, mas ela não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Justiça já emitiu um mandado de prisão contra ele, que será detido quando receber alta médica.

De acordo com a delegada que investiga o caso, Lyvia Cristina Bonella, da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) do município, Karina entrou com um pedido de medida protetiva. A Justiça chegou a aceitar a solicitação mas, Juliano não foi localizado para a devida notificação.

Artigos Relacionados

Ônibus invade posto de combustíveis, bate em caminhão estacionado e deixa 14 pessoas feridas em Limeira, SP

Segundo a prefeitura, nenhuma das vítimas corre risco de morte e quatro tiveram ferimentos graves....

Casal de idosos que morreu em acidente na Rodovia Wilson Finardi será enterrado em Conchal, SP

Antônio e Izabel Malvezzi estavam em um carro que bateu de frente com outro veículo....

TRÁFICO DE DROGAS: Homem é preso pela Polícia Militar na região norte de Araras, SP

Durante busca pessoal foi localizada uma sacola plástica com 39 pinos de cocaína, 6 porções...

Últimas Notícias