Pais da Bruna Angleri acompanham manifestação pedindo justiça por morte de dentista em Araras, SP

Até o momento, ninguém foi preso e o ex-namorado da vítima é o principal suspeito do crime.

Por Ana Marin, g1 São Carlos e Araraquara – Cartazes, camisetas brancas, bexigas e um único pedido: justiça por Bruna! Assim foi a manhã do domingo (1º) de dezenas de pessoas que, indignadas, foram para as ruas de Araras (SP) pedirem respostas às autoridades pelo assassinato da dentista Bruna Angleri, de 40 anos, que foi morta de forma brutal na quarta (27).

A morte da dentista chocou a cidade do interior paulista que tem pouco mais de 130 mil habitantes. Bruna foi violentamente agredida no rosto, antes de ser carbonizada na casa em que morava. Até o momento, ninguém foi preso e o ex-namorado da vítima é o principal suspeito do crime.

“A passeata foi organizada pelos amigos dela. A Bruna era uma pessoa muito querida, muito amada por todo mundo, ela era uma menina que não tinha maldade nenhuma, ela era muito ingênua, então a gente espera que a Justiça seja feita!”, disse a cunhada de Bruna, Samira Angleri.

Corpo de dentista Bruna Angleri foi encontrado carbonizado em Araras — Foto: Reprodução/Facebook

Manifestação

Ao lado dos pais da dentista, que estavam muito abalados, os manifestantes se concentraram em frente a basílica Nossa Senhora do Patrocínio, no Centro, e caminharam até a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). Durante o percurso, eles pediram por justiça, bateram palmas e cantaram músicas que a dentista gostava.

Após tocar “Estrelinha”, hit de Marília Mendonça, a mãe de Bruna precisou ser carregada pelo filho mais novo por não se sentir bem. Depois de alguns minutos, ela continuou o percurso até a delegacia.

Na chegada à DDM, uma amiga de Bruna e organizadora do ato pediu uma resposta às autoridades.

“A gente precisa acreditar na Justiça, acreditar que as autoridades vão tomar alguma providência, que a gente vai ter uma resposta urgente, que o culpado seja preso o mais rápido possível. Todo mundo que está aqui, exige essa resposta, exige isso das autoridades, por isso que a gente veio até aqui, em frente à Delegacia da Mulher, pedindo respostas por um crime hediondo, por um crime absurdo e que a gente não vai se calar”, disse Milena Marostica.

No fim do ato, a amiga pediu que todos cantassem juntos “É o Amor” da dupla Zezé di Camargo & Luciano, música favorita da dentista. Veja no vídeo abaixo.

Artigos Relacionados

Prefeitura Municipal inicia recomposição da rede de drenagem de águas pluviais da Avenida Francisco Borges em Araras, SP

De acordo com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, será instalada uma...

Vereador Apolari comemora início do atendimento gratuito na Clínica Veterinária em Araras, SP

Sonho realizado: vereador foi um dos idealizadores do atendimento veterinário gratuito em Araras para animais...

Ministério Público acata denúncia do SindSepa e investiga condições de trabalho nas escolas municipais de Araras, SP

Entre os principais problemas relatados, destacam-se salas de aula superlotadas que comprometem a qualidade do...

Últimas Notícias