Polícia Civil emite NOTA DE ESCLARECIMENTO sobre ocorrência envolvendo cumprimento de mandado de busca e apreensão na zona rural de Araras, SP

Segundo o delegado Leonardo de Oliveira, nenhuma porta, mobiliário ou eletrônico foi danificado pelos policiais, inclusive, de acordo com o delegado, quando as equipes deixaram o local, a caixa de som, que segundo o investigado foi danificada, estava no interior do bar e ál permaneceu integra, sendo certo que, possivelmente por orientação escusa, opróprio investigado a danificou, criando factóides para embaraçar a investigação que pesa sobre si.

Polícia Civil através da Delegacia de Investigações Gerais de Limeira (SP), emitiu uma NOTA DE ESCLARECIMENTO na tarde desta quinta-feira (1º), sobre ocorrência envolvendo cumprimento de mandado de busca e apreensão na zona rural de Araras (SP).

De acordo com a nota, as informações divulgadas pela imprensa sobre invasão a imóvel errado em um sítio por equipes da DIG não correspondem a realidade. No dia 29 de janeiro de 2024 policiais cumpriram mandado de busca e apreensão em uma chácara identificada em relatório de investigações, com indicação de longitude e latitude, foto do imóvel e imagem de satélite.

O relatório de investigação trazia informações verossimeis sobre a prática de delitos graves e por esta razão a autoridade policial representou junto ao Poder Judiciário, por mandado de busca e apreensão, conforme exigência do ordenamento jurídico vigente.
Ainda segundo a nota, o responsável pela chácara era o alvo da ação legal.

No local as equipes, em estrito cumprimento de dever legal, informaram que estavam ali para cumprir um mandado tendo, todavia, que controlar o ambiente, para garantir a segurança dos administrados e da própria equipe policial, eis que a investigação versa sobre armazenamento de armas que são cedidas para prática de delitos graves, incluindo roubos.

Todos os ambientes do imóvel e do bar eram extremamente desorganizados e insalubres. Os guardas roupas tinham em seu interior roupas desorganizadas. Para cumprir as buscas, imprescindível foi mover colchões e vasculhar os ambientes.

Segundo o delegado Leonardo de Oliveira, nenhuma porta, mobiliário ou eletrônico foi danificado pelos policiais, inclusive, de acordo com o delegado, quando as equipes deixaram o local, a caixa de som, que segundo o investigado foi danificada, estava no interior do bar e ál permaneceu integra, sendo certo que, possivelmente por orientação escusa, opróprio investigado a danificou, criando factóides para embaraçar a investigação que pesa sobre si.


O que diz a família

Moradores de uma propriedade rural afirmam que a Polícia Civil de Limeira invadiu e revirou o local por engano durante um cumprimento de mandado de busca e apreensão, na madrugada de segunda-feira (29).

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou ao site Repórter Beto Ribeiro, que foi “instaurada uma apuração preliminar na 9ª Corregedoria Auxiliar para apuração dos fatos“.

Os policiais ficaram no local das 5h às 10h. De acordo com o trabalhador rural, Genivaldo de Jesus Farias, as viaturas eram do Grupo de Operações Especiais (GOE). A família percebeu a presença dos policiais porque os cachorros começaram a latir. Do lado de fora da casa, havia três viaturas e drones.

O morador disse aos policiais que não estava entendendo a ação policial e que, provavelmente, eles estavam no local errado. Com a situação, a mulher de Genivaldo e os filhos, que começaram a chorar, também saíram da casa.

Segundo Genivaldo, os policiais também pegaram enxadas e cavaram a parte de terra para ver se encontravam drogas ou armas no terreno. Eles pediram que a família entregasse os aparelhos celulares.

De acordo com o morador, os policiais perceberam que o local da operação estava errado apenas ao final das buscas na propriedade. Ouça abaixo:

 

 

Artigos Relacionados

01/03/24 Plantão Policial – Confira as Principais Notícias

O Café Júnior – Um primor de café desde 1945, traz as principais notícias policiais...

Homem é morto a tiros com bebê no colo; motivação seria ciúme de uma curtida no Instagram

À Polícia Civil, a namorada da vítima afirmou que o companheiro estava sofrendo ameaças do atual...

Mulher tem 27% do corpo queimado por óleo quente após companheiro chutar panela durante discussão

O companheiro dela, de 41 anos, foi preso pela Polícia Militar.Uma mulher de 45 anos...

Últimas Notícias