Secretaria Municipal da Saúde registra dois casos de dengue em julho e destaca a importância das ações preventivas em Araras, SP

Não deixar água parada é crucial para a não proliferação do Aedes Aegypti, mosquito também responsável pela febre amarela, zika vírus e chikungunya.

Em julho, a Secretaria Municipal de Saúde de Araras (SP) registrou dois casos de dengue no município, de acordo com dados preliminares divulgados nesta semana. Um dos casos é considerado autóctone, ou seja, o paciente foi contaminado na própria cidade, enquanto o outro é classificado como importado, indicando que uma infecção ocorreu em outra localidade e foi trazida para Araras.

O mosquito Aedes Aegypti, responsável pela transmissão da dengue, também é vetor de outras doenças, como a febre amarela, o zika vírus e a chikungunya. Por isso, a Secretaria enfatiza a importância de ações preventivas para evitar a antecipação desse mosquito e, consequentemente, reduzir os casos de dengue.

Algumas das medidas urgentes que a população deve tomar para evitar a reprodução do Aedes Aegypti incluem:

  1. Tampar tonéis e caixas d’água;
  2. Manter as calhas sempre limpas;
  3. Virar garrafas com a boca para baixo;
  4. Tampar lixeiras;
  5. Higienizar ralos e aplicar tela;
  6. Preencher pratos de vasos de plantas com areia;
  7. Limpe os potes de água dos animais com escova ou bucha.

 

Para monitorar a presença e a densidade das larvas do mosquito, o Setor de Endemias realiza a 3ª ADL (Avaliação de Densidade Larvária) durante o mês de julho. Essa avaliação consistiu em coletas de larvas para calcular o Índice de Breteau, que indica a quantidade de insetos em fase de desenvolvimento encontrada nas habitações em relação ao total vistoriado. Com base nos resultados obtidos, o município pode tomar medidas mais precisas no combate à antecipação do mosquito.

Atualmente, Araras apresenta um índice larvário no nível elevado, com uma pontuação menor que 1. De acordo com o Programa Nacional de Controle da Dengue, a classificação é a seguinte:

  • Índices até 1 são respeitados;
  • Índices entre 1 e 3,9 indicam estado de alerta;
  • Índices acima de 3,9 são considerados de risco.

 

Portanto, é fundamental que a população continue engajada nas medidas preventivas para manter o índice larvário baixo e contribuir para a redução dos casos de dengue em Araras. A conscientização e a participação ativa de todos são essenciais para garantir um ambiente mais seguro e saudável.

Receba direto no celular as notícias mais recentes publicadas pelo site Repórter Beto Ribeiro. É de graça. Clique aqui e participe do grupo oficial Repórter Beto Ribeiro e fique por dentro de todas as atualizações.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Artigos Relacionados

Vereador Apolari comemora início do atendimento gratuito na Clínica Veterinária em Araras, SP

Sonho realizado: vereador foi um dos idealizadores do atendimento veterinário gratuito em Araras para animais...

Ministério Público acata denúncia do SindSepa e investiga condições de trabalho nas escolas municipais de Araras, SP

Entre os principais problemas relatados, destacam-se salas de aula superlotadas que comprometem a qualidade do...

TRANSPORTE ACESSÍVEL: Expresso Auto Bus introduz vans adaptadas para a população que utiliza o transporte coletivo em Araras, SP

Por muitos anos os ônibus coletivos não apresentavam condições para o uso de pessoas com...

Últimas Notícias