Soldado da Polícia Militar bate a cabeça e morre durante perseguição a ladrões

Soldado de 26 anos bateu cabeça após cair de moto na zona leste; pai dele também é cabo na PM e trabalhava no mesmo dia.

Um soldado da Polícia Militar de São Paulo morreu após sofrer um acidente, quando perseguia criminosos com sua moto, por volta das 20h20 dessa sexta-feira (4), na Vila Prudente, zona leste da capital paulista.

O soldado Leonardo de Souza Pires, 26 anos (foto em destaque), perseguia dois suspeitos em uma moto, pela Avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello, quando perdeu o controle do veículo e se acidentou.

Segundo registros da Polícia Civil, o PM colidiu com a moto de um homem que trafegada pela via, perdeu o controle de seu o veículo e bateu com a cabeça em um poste.

O ocupante da moto atingida pelo policial também se feriu com escoriações na mão esquerda, nariz, cotovelo, joelho e tornozelo direitos, além de ter batido a cabeça em uma guia, após também cair. Ele passa bem. A dupla perseguida pelo PM fugiu. O soldado foi encaminhado ao Hospital da Vila Alpina, onde morreu.

Em nota, a PM informou que o soldado pertencia ao 8º Batalhão Metropolitano, da zona leste paulistana, e que ele morreu “durante sua nobre missão de proteger a sociedade”. Ele ingressou na corporação em 6 de junho de 2019 e, segundo a PM, exerceu suas funções “com grande dedicação e zelo”. Leonardo era casado e não tinha filhos.

Tal pai, tal filho

O pai do soldado, que também se chama Leonardo, é cabo da PM e, assim como o filho, trabalha na Ronda com Motocicletas (Rocam). Ele também fazia policiamento no dia em que o filho se acidentou e morreu, segundo amigos dos policiais.

Em uma rede social, o pai compartilhava o orgulho de trabalhar ao lado do filho. Há fotos de ambos sendo laureados.

Mesmo estando há pouco mais de quatro anos na corporação, o soltado havia se destacado em ocorrência e foi condecorado duas vezes. Além da PM, o soldado era graduado em Gestão de Segurança Privada e concluía um curso de piloto privado de avião.

Em sua última postagem, feita no Instagram horas antes de morrer, o soldado compartilhou uma foto, após correr quatro quilômetros, em 25 minutos, sobre a qual escreveu que treinava para “não perder para ladrão […] nem na corrida.”

Em cinco anos, 27 policiais militares morreram no estado de São Paulo em acidentes de trânsito, durante ocorrências. Isso representa uma morte a cada dois meses e meio. Os dados são da própria corporação.


Receba direto no celular as notícias mais recentes publicadas pelo site Repórter Beto Ribeiro. É de graça. Clique aqui e participe do grupo oficial Repórter Beto Ribeiro e fique por dentro de todas as atualizações.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Artigos Relacionados

Ônibus invade posto de combustíveis, bate em caminhão estacionado e deixa 14 pessoas feridas em Limeira, SP

Segundo a prefeitura, nenhuma das vítimas corre risco de morte e quatro tiveram ferimentos graves....

Casal de idosos que morreu em acidente na Rodovia Wilson Finardi será enterrado em Conchal, SP

Antônio e Izabel Malvezzi estavam em um carro que bateu de frente com outro veículo....

TRÁFICO DE DROGAS: Homem é preso pela Polícia Militar na região norte de Araras, SP

Durante busca pessoal foi localizada uma sacola plástica com 39 pinos de cocaína, 6 porções...

Últimas Notícias