PUBLICIDADE

Assaltante morre após bater a cabeça durante tentativa de roubo a turistas no litoral de SP

Nego Zulu, como era conhecido, morreu ao bater a cabeça em um registro próximo à piscina da residência, após entrar em luta corporal com as vítimas. Caso aconteceu em Guarujá (SP).

Kaique Martins, de 30 anos, também conhecido como Nego Zulu, morreu após bater a cabeça durante uma tentativa de assalto a uma residência em Guarujá, no litoral de São Paulo.

O homem, acompanhado de um comparsa, invadiu uma casa alugada por uma família de turistas na Praia de Pernambuco, que reagiram à abordagem. De acordo com a Polícia Civil, o caso ocorreu na madrugada deste sábado (30).

Na ocasião, a dupla de criminosos anunciou o assalto a dois homens que estavam jogando dominó em frente a residência. Eles mandaram os turistas a entrar na casa.

Os ladrões invadiram o local e fizeram a família refém. Eles recolheram diversos pertences dos turistas, entre acessórios pessoais, dinheiro e o restante dos objetos que estavam nos quartos da casa.

No local, haviam seis adultos e quatro crianças, que haviam chegado na quinta-feira (28). Além disso, a dupla ameaçou e obrigou uma das vítimas a realizarem depósitos via PIX, onde foi feita uma transferência de R$1 mil.

Os criminosos solicitaram que outras transações fossem realizadas, mas uma das vítimas não conseguiu desbloquear o celular. Nesse momento, uma viatura da Polícia Militar em patrulhamento foi vista pelo local, o que preocupou os bandidos.

De acordo com a PM, a corporação foi acionada por um morador vizinho, que escutou gritos vindo da residência.

Turistas reagiram

Os criminosos anunciaram que levariam a vítima embora para que outros depósitos fossem realizados. Enquanto os assaltantes planejavam deixar o local, os turistas aproveitaram distração para atacar a dupla.

Após a investida, o comparsa que estava desarmado fugiu do local, levando dois telefones. Já Kaique reagiu efetuando três disparos contra as vítimas. Um deles atingiu a perna de um homem, que foi socorrido à UPA Enseada e segue hospitalizado.

As vítimas desarmaram o criminoso e entraram em luta corporal. De acordo com o boletim de ocorrência, Kaique foi imobilizado após bater a cabeça em um registro próximo à piscina. Em seguida, ele morreu.

Equipes da Guarda Civil Municipal (GCM) foram acionadas e encaminharam as vítimas à delegacia. O caso foi registrado como roubo, extorsão e homicídio na Delegacia Sede de Guarujá. No local, foi constatado que as vítimas agiram em legítima defesa.

Artigos Relacionados

Homem que deixou a filha de 3 anos sem comer por 40 dias é encontrado morto em Rio Claro, SP

Criança foi resgatada desnutrida em junho de 2023 e homem de 36 anos chegou a...

‘Se Deus não tivesse dado livramento, eles estavam mortos’, diz avó de menino atropelado na calçada

Motorista teria discutido com moradores da região e desceu com carro em alta velocidade, quando...

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA: Homem é preso pela Polícia Militar após agredir esposa durante discussão em Araras, SP

A mulher teve ferimentos na região do rosto e tórax. Ao ser indagado sobre as...

Últimas Notícias