Homem que matou ex-mulher a facadas na frente da filha é condenado a 24 anos de prisão em regime fechado

Acusado é réu confesso. Sentença foi dada na tarde desta quinta-feira (7). Defesa afirmou que deverá recorrer da decisão em relação às qualificadoras do crime.

A Justiça de Limeira (SP) condenou o homem acusado de matar a ex-mulher a facadas na frente da filha em Limeira (SP) a 24 anos de prisão em regime fechado por crime de feminicídio.

A sentença foi anunciada em julgamento do réu quinta-feira (7). O crime ocorreu em fevereiro de 2023. A defesa do acusado afirmou que deve recorrer da decisão

Wagner William Augusto confessou ter matado a ex-mulher Luciana de Oliveira de Camargo, de 42 anos, dentro de casa. O homem que já seguia preso de forma cautelar, segundo a sentença, deverá continuar preso para fazer a apelação.

Sentença

Na sentença assinada pelo juiz da Comarca de Limeira, Rogério Danna Chaib, foi acolhida a tese da acusação e reconhecidas a qualificadoras do crime que aumentaram a pena de, inicialmente 12 anos de reclusão em regime fechado, para 24 anos, conforme motivações mencionadas na decisão:

  • motivo fútil que dificultou a defesa da vítima
  • condição de sexo feminino da vítima, em situação de violência doméstica e meio cruel
  • crime cometido na presença física de descendente da vítima

O advogado de defesa do acusado afirmou que concorda com a sentença de feminicídio cometido em frente à filha da vítima. Porém, sustentou o afastamento das três qualificadoras do crime.

“Consideramos a pena um pouco alta. Entendemos que foi tipificado erroneamente porque seria motivo torpe e não fútil, uma vez que já havia discussões anteriores entre o casal, como em relação à tentativa de retirada da guarda do filho. Tentamos também tirar a qualificadora de dificuldade de defesa da vítima porque ela não foi pega de surpresa em momento nenhum. Houve outras ameaças de morte”, pontuou o advogado Ubirajara Mangini.

“Além disso, não há provas sobre intenção de torturar. O próprio laudo necroscópico aponta que não há condições de dizer se houve ou não crueldade”, acrescenta a defesa.

Prisão

O homem foi preso no dia 23 de fevereiro deste ano. A equipe da Força Tática encontrou o suspeito em uma casa no bairro Geada 2, em Limeira, que seria a casa de um amigo dele.

Inicialmente, o homem tentou trancar o imóvel, mas depois que foi abordado pelos policiais não apresentou mais resistência. Ele confessou o crime à PM e disse estar embriagado, que não sabe o que aconteceu.

Os policiais também encontraram a bermuda que possivelmente ele estava usando no momento do crime e a faca usada, objetos que foram apreendidos para auxiliar nas investigações.

Artigos Relacionados

OPERAÇÃO ADAGA VII: Procurado por tráfico de drogas é capturado pela Polícia Militar em Araras, SP

Durante atendimento de averiguação de desinteligência familiar onde o causador da confusão já não estava...

PM de folga atira em assaltante que roubou bolsa de mulher

Homem foi baleado no cotovelo direito, preso em flagrante e levado ao hospital em São...

OAB alerta para golpe em que criminosos se passam por advogados em processos de indenização

Orientação veio após um cliente de um escritório de advocacia de Bauru (SP) receber uma...

Últimas Notícias