Jovem de 26 anos descobre que caiu em golpe ao ver outra pessoa aterrando terreno que ele comprou

Vítima, disse que chegou a vender o único bem que tinha, uma moto, para pagar a entrada do local, que custou R$ 25 mil. Caso aconteceu em São Vicente (SP).

Um homem, de 26 anos, descobriu que caiu em um golpe após encontrar um homem aterrando o terreno que ele havia comprado há mais de dois anos em São Vicente, no litoral de São Paulo.

Ele disse que chegou a vender o único bem que tinha, uma moto, para pagar a entrada. A vítima contou ter comprado um lote em outubro de 2021. Ela estava no terreno do sogro, no Jardim Rio Branco, quando um homem – que é conhecido na região – contou que tinham algumas terras disponíveis para venda.

Ao saber que custavam R$ 25 mil, a vítima resolveu vender a moto para pagar a entrada e parcelar o restante do valor. “Vendi por R$ 8 mil, a minha sogra pegou um empréstimo de R$ 2 mil”. Ele então deu os R$ 10 mil de entrada e os demais R$ 15 mil parcelou em 30 vezes.

A intermediação da venda do terreno foi feita pela irmã da suposta proprietária e um contrato da venda foi assinado entre as partes.

Descoberta do golpe

No começo deste mês, a vítima levou a mãe dela para conhecer o terreno e encontrou um homem aterrando o local. Ao questioná-lo, soube que ele havia comprado o lote de outra pessoa. “Fiquei decepcionado e bravo”.

Ele disse que chamou a proprietária e a irmã dela para entender o que estava ocorrendo. As duas falaram que dariam outro terreno e que ele deveria entrar em contato com um outro homem, que faria a realocação.

“Quando eu entrei em contato, ele falou que ela não tem terreno, que eu cai em um golpe e que o terreno que ela vendeu não é dela”, disse.

O plano era dividir o espaço com a cunhada. “A gente tinha muita expectativa em relação a isso. Minha esposa está grávida agora. Nossa ideia era estar próximo da família e começar a construir uma casinha”.

Segundo ele, a mulher se nega a devolver o valor de R$ 16 mil já pago. “Quando descobri fiquei sem chão. O único bem que eu tinha era minha moto, que eu desfiz para dar de entrada no terreno”, finalizou.

O que diz a vendedora?

Em nota, a advogada Patrícia Santos, defesa de Adriana Jafet, disse que a acusação está sendo analisada e, caso haja confirmação, a vítima será devidamente ressarcida. Ela esclareceu, ainda, que a mulher foi diagnosticada com transtornos mentais.

O caso foi registrado como estelionato no 3° Distrito Policial (DP) de São Vicente. Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-SP), disse que diligências são realizadas para esclarecimento dos fatos.

Artigos Relacionados

Família busca por homem desaparecido há três dias em Araras, SP

Toda informação é valiosa e pode ser a chave para trazer Tico de volta...

ATLAS DA VIOLÊNCIA: Araras está entre os municípios do Brasil com menores índices de assassinatos

Levantamento é referente ao ano de 2022 e foi divulgado pelo Atlas da Violência.O município...

Confira as informações do Plantão Policial desta quinta-feira (20), com o repórter Beto Ribeiro

  O Café Júnior – Um primor de café desde 1945, traz as principais notícias policiais...

Últimas Notícias