Jovens aproveitam o calor na cidade turística e se refrescam na água fedida, com patos e peixes mortos no Parque Ecológico em Araras, SP

A manutenção e limpeza periódica das lagoas são cruciais para a preservação do ecossistema e para proporcionar um ambiente saudável e agradável aos frequentadores do parque.

Na tarde deste domingo (22), uma publicação feita por Mirian Cristina Pellinino no grupo ARARAS SEM CENSURA chamou a atenção dos moradores de Araras (SP).

Três jovens aproveitando a temperatura de pouco mais de 32º, resolveram dar um mergulho pra se refrescarem nas águas sujas e fedida da lagoa do Parque Ecoilógico “Gilberto Rüegger Ometto”, mesmo havendo uma placa de proibido nadar. Além disso, nesta semana, pelo menos cinco patos foram encontrados mortos pelos moradores que frequentam.

Em fotos feitas pelos moradores, é possível ver a lagoa esverdeada, praticamente tomada por uma planta aquática de nome pistia stratiotes (alface d’água), que se estiver em água fertilizada com  matéria orgânica se espalha rapidamente.

Morador denuncia falta de manutenção e peixes mortos em lagoas do Parque Ecológico de Araras, SP — Foto: Arquivo Pessoal

Falta de manutenção

Na manhã deste domingo (15), um frequentador do local, já havia expressado ao site Repórter Beto Ribeiro, sua preocupação com a falta de manutenção em uma das lagoas do parque.

Dentre as questões destacadas estão o assoreamento, a água extremamente suja e a presença de peixes mortos. O visitante ressaltou que a limpeza da lagoa não é realizada há bastante tempo, resultando em impactos negativos para a área.

Moradores fazem novas denúncias sobre água com cheiro de podre e patos mortos em lagoa do Parque Ecológico em Araras, SP — Foto: Arquivo Pessoal

Água suja e a presença de peixes mortos

O assoreamento, caracterizado pelo acúmulo de terra, é um dos problemas que afetam a saúde da lagoa. Além disso, a água suja e a presença de peixes mortos indicam a urgência de ações de manutenção e conservação.

O frequente alagamento da região durante períodos de chuva também foi classificado como um desafio significativo, dificultando a passagem dos visitantes. A manutenção e limpeza periódica das lagoas são cruciais para a preservação do ecossistema e para proporcionar um ambiente saudável e agradável aos frequentadores do parque.

Artigos Relacionados

UFSCar será sede da Bienal da Matemática no final de julho

A edição, que será realizada no Campus São Carlos da UFSCar, marca o retorno do...

Câmara Municipal aprova projeto que muda artigos da lei que dispõe sobre a atuação do Procon de Araras, SP

Segundo o Poder Executivo, o objetivo do Projeto de Lei Complementar nº3/2024 é eliminar possíveis...

Vereadora Mirian Vanessa Pires propõe criação de Secretaria específica para mulheres em Araras, SP

De acordo com a parlamentar, esta proposta visa atender a um pré-requisito estabelecido pelo governo...

Últimas Notícias