Mulher de 56 anos morre após ser atropelada por carro quando ia para igreja em Conchal, SP

Neide Benedita de Campos morreu horas depois no hospital na noite de domingo (3). Motorista fugiu sem prestar socorro e alegou que ficou com medo da reação de moradores.

Uma mulher de 56 anos morreu em Conchal (SP) após ser atropelada por um carro a caminho da igreja, na noite de domingo (3). Uma câmera de segurança flagrou o acidente.

O motorista fugiu do local do acidente e não prestou socorro. A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar o caso. O homem alegou que deixou o local por medo da reação de moradores.

Ele foi ouvido e liberado. O nome do motorista não foi divulgado e, por isso, o nossa reportagem não conseguiu localizar a defesa até a última atualização da reportagem.

Atropelamento e morte

O acidente aconteceu por volta das 20h30 em um cruzamento da Avenida João Paulo II, próximo ao bairro do Parque Industrial.

Segundo informações do boletim de ocorrência, Neide Benedita de Campos seguia para a igreja e, ao atravessar a avenida, foi atingida por um carro modelo BMW de cor branca. O motorista não parou para prestar socorro à vítima e fugiu.

A vítima foi socorrida para o Hospital Madre Vannini, mas não resistiu aos ferimentos e morreu cerca de duas horas depois. O corpo de Neide foi enterrado na tarde desta segunda-feira (4), no Cemitério Municipal.

A Polícia Militar foi chamada e, quando chegou ao local do acidente, a vítima já tinha sido socorrida. Testemunhas relataram que o carro estava em alta velocidade.

“Tem uma marca de freada no asfalto de quase 15 metros. Esperamos que quem estava conduzindo seja preso”, disse Alexandre Rigui, sobrinho da vítima.

Investigação

O delegado titular de Conchal, Luís Henrique Lima Pereira, disse que o motorista do carro se apresentou com o advogado na delegacia onde foi ouvido nesta segunda-feira (4).

“Ele disse que teria pegado o carro emprestado e negou que tivesse bebido. Alegou que ficou com medo de populares e por isso fugiu”, relatou o delegado.

O caso foi registrado inicialmente como homicídio culposo, quando não há intenção de matar. “Todas as circunstâncias agora são objetos de um inquérito para determinar como tudo aconteceu. A gente vai juntar as filmagens, buscar as demais testemunhas e aguardar o laudo do IML”, disse o delegado.

Fonte: Fabio Rodrigues/g1

Artigos Relacionados

30/05/24 – PLANTÃO POLICIAL com o Repórter Beto Ribeiro

  O Café Júnior – Um primor de café desde 1945, traz as principais notícias policiais...

Integrantes de quadrilha de roubo de cigarro é presa pela Polícia Civil de Limeira, SP

Um do crimes investigados foi um roubo que terminou com a morte de um agente...

INACREDITÁVEL! Portal Turístico sofre novo furto de fiação em Araras, SP

A prefeitura ainda não se manifestou oficialmente sobre o novo furto, mas a situação tem...

Últimas Notícias