Polícia Civil fecha fábrica clandestina que adulterava cervejas e prende 31 pessoas

Ao menos 683 engradados de cervejas já falsificadas foram apreendidos pelos policiais, além de milhares de rótulos e tampas usadas nas falsificações. Vizinhos narraram que a fábrica clandestina funcionava 24 horas por dia, com grande fluxo de caminhões.

A Polícia Civil fechou na noite desta quinta-feira (18) uma fábrica clandestina de adulteração de cervejas na Zona Sul de São Paulo (SP). A descoberta foi feita no Jardim Ângela, onde os policiais do 2° Distrito Policial, do Centro, flagraram 31 pessoas trabalhando na adulteração das bebidas.

No local, os investigadores encontraram rótulos e tampas de marcas líderes de mercado, que eram colocados em cervejas mais baratas. Ao menos 683 engradados de cervejas já falsificadas foram apreendidos pelos policiais, assim como milhares de rótulos e tampas usadas nas falsificações.

O boletim de ocorrências registrado na delegacia afirma que vizinhos do local informaram aos investigadores que a fábrica funcionava 24 horas por dia, com grande fluxo de chegada e saída de caminhões.

Os 31 presos em flagrante passaram a noite na carceragem do 8º Distrito Policial, do Belenzinho, e devem participar de audiência de custódia na Justiça de SP às 14h desta sexta-feira (19). O grupo foi autuado por associação criminosa e falsificação de gênero alimentício.

Artigos Relacionados

Guarda Civil Municipal e Polícia Civil fazem apreensão de drogas durante abordagem em Araras, SP

A equipe tinha conhecimento da prática do crime e realizou uma busca próximo ao abordado...

Dupla é preso pela Polícia Civil por tráfico de drogas com apoio da GCM em Araras, SP

Foram apreendidos 37 pinos de cocaína.Na manhã de sexta-feira (1º), dois homens foram presos por...

OPERAÇÃO ADAGA VII: Homem com mandado de prisão por pensão alimentícia é preso pela PM no POUPATEMPO de Araras, SP

Após pesquisa de sua ficha criminal constava como procurado pela Justiça, referente ao processo civil...

Últimas Notícias