Quadrilha corrompe adolescentes, intituladas ‘musas do Pix’, para aplicar golpe do amor

Justiça de Santos, no litoral de São Paulo, aceitou a denúncia do Ministério Público contra os envolvidos. Eles seduziam as vítimas e as levavam para um cativeiro, onde eram ameaçadas, agredidas e extorquidas.

A Justiça de Santos, no litoral de São Paulo, acatou a denúncia do Ministério Público do Estado (MP-SP) e decretou as prisões preventivas de quatro homens integrantes deu uma quadrilha que aplicava o ‘golpe do amor’.

Eles são acusados de corromper duas adolescentes intituladas ‘musas do Pix’. Elas eram usadas no esquema para seduzir as vítimas em aplicativos de relacionamento e as levá-las a um cativeiro em São Vicente, onde eram ameaçadas, agredidas e extorquidas.

Conforme apurado pela nossa reportagem neste sábado (2), as investigações começaram após a filha de uma das vítimas da quadrilha ter acionado a polícia. Ela sabia que o pai, de 72 anos, usava aplicativos de relacionamento e estranhou as transações bancárias feitas por ele.

Durante a apuração, a Polícia Civil descobriu que uma das adolescentes informou ao idoso que era maior de idade, e marcou um encontrou em um quiosque na praia de Santos. De lá, eles foram ao apartamento da vítima, onde a menina disse que precisava voltar para casa, em São Vicente (SP).

A adolescente guiou o idoso até uma rua, onde os criminosos armados o abordaram e o levaram para uma área de matagal.

A vítima contou à polícia que foi agredida e sofreu um corte no dedo feito com um canivete. Ela disse ter recebido ameaças de morte com a arma apontada para a cabeça, inclusive, pela adolescente, que teria pedido o revolver e falado: ‘vou dar três tiros nesse velho filha da p*ta’.

Enquanto faziam as transferências bancárias, a menina e um dos bandidos foram até a casa do idoso roubar objetos, como notebook e celular.

A menina foi surpreendida pela Polícia Civil e apreendida no momento em que voltava ao cativeiro. Depois que os agentes conseguiram encontrar o idoso, o colocaram em frente à menor que o tinha seduziu. Ela negou ter participado do crime e chamou a vítima de ‘amor e amorzinho’.

Com as declarações das vítimas da quadrilha, a Polícia Civil constatou evidente a formação de associação criminosa para a prática do ‘golpe do amor’. O crime que como restrição de liberdade e corrupção de adolescentes.

As duas adolescentes foram apreendidas; dois homens presos temporariamente, com a preventiva decretada; e dois seguem foragidos da Justiça. Um outro envolvido tinha 17 anos no dia do crime e, portanto, o MP enviou o caso ao Juízo da Infância e da Juventude.

Artigos Relacionados

OPERAÇÃO ADAGA VII: Homem é preso pela Polícia Militar por não pagamento de pensão alimentícia em Araras, SP

Diante dos fatos ele foi apresentado no plantão da Central de Polícia Judiciária, onde após...

ROMU realiza prisão em flagrante durante patrulhamento ostensivo na região leste de Araras, SP

Em revista pessoal foi localizado um celular Samsung, e ao averiguar a pochete que ele...

PM prende dupla que furtou óculos de banhista e descobre que ‘vítima’ era procurada com pena até 2044

Caso aconteceu em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Segundo a Polícia Militar, a...

Últimas Notícias